ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Fique por dentro da programação de eventos e exposições da Arte Plural Galeria. Digite seu email abaixo:

Exposição apresenta obras de Hélia Scheppa e Ana Catarina Mousinho na Arte Plural.

Arte Plural

Diferentes em suas propostas, os trabalhos da artista plástica Ana Catarina Mousinho e da fotógrafa Hélia Scheppa trazem em sua essência a questão do tempo na exposição que abre, nesta terça-feira (22), na Arte Plural Galeria

Por: Mariana Mesquita, da Folha de Pernambuco em 22/05/18 às 09H37, atualizado em 21/05/18 às 19H01

 

O tempo é alicerce e trampolim para a existência humana, e serve como ponto de partida para a exposição “Princípios Afins”, que será inaugurada, nesta terça-feira (22) na Arte Plural Galeria(APG), no Bairro do Recife.

Embora muito diferentes em suas propostas, os trabalhos da artista plástica Ana Catarina Mousinho e da fotógrafa Hélia Scheppa trazem em sua essência a questão dos princípios, com toda a amplitude semântica que o termo carrega.

A mostra tem curadoria da pesquisadora Maria do Carmo Nino, doutora em Artes Plásticas e Ciências da Arte pela Universidade de Paris. “Toda imagem é uma pergunta em potencial, cujo valor expressivo difere de sua significação. Toda imagem toca o real, uma vez que na memória tem a imaginação, o conhecimento”, escreve Maria do Carmo na apresentação dos trabalhos.

Nascida no Recife e atualmente radicada em São Paulo, após ter passado por Londres e Paris, Ana Catarina traz para a galeria oito telas em óleo, dentro de uma série de 13 obras intitulada “Vermelho”. Ela também brinca com outros suportes, utilizando carvão sobre papel, fotografias e pintura acrílica sobre pedra (sobras de mármore que ganham novo uso, uma constante dentro do trabalho da artista, que gosta de ressignificar materiais obsoletos).

Apesar do vermelho geralmente remeter a vigor e agressividade, as peças de Ana evocam uma intimidade quase uterina, trabalhando com luz e sombra e, principalmente, linhas que retratam arestas, texturas, tons, escrituras. Algumas trazem a memória de cidades imaginárias; outras, trazem entranhadas em si o impacto de forma e cor mais abstratas, mostrando também a onipresença da linha, um meio primordial de comunicação.

 

Resgate pela memória afetiva

Fotojornalista premiada, Hélia Scheppa aprofunda o afeto na série de imagens que registram a convivência entre sua avó de coração, Naná, atualmente com 101 anos, e a pequena Sofia, de quatro. São 22 fotos autorais que transbordam delicadeza e doçura, e que foram feitas utilizando a câmera do celular, evitando intimidar a dupla em foco.

Ao longo de sete anos, Hélia registrou a relação entre as duas e os momentos em que infância e velhice se tornam a mesma coisa, como se unindo as pontas da linha de vida humana. Não há como não se emocionar ao vê-las brincando juntas e dividindo experiências. “Sofia é minha sobrinha e afilhada. Naná é um amor mais antigo. Quando criança, eu ia visitá-la na casa de minha avó e tinham que me tirar de lá dormindo, senão era um escândalo”, relembra, divertida.

A série se chama “É Cedo!”, expressão utilizada por Naná para tentar adiar a partida de amigos e familiares, e as imagens registradas por Hélia Scheppa poderiam ser interpretadas como peças de um álbum de família universal, capaz de tocar a quem quer que as contemple. Mas vão além disso. Trazem em si o que de mais frágil e celebrável existe em nosso cotidiano, mesclando eterno e efêmero.

“É Cedo!” é um recorte do infinito, pois não termina nesta mostra e nem sequer com a eventual partida de alguma das personagens retratadas. Pode vir a ser ampliada, incluindo outras pessoas, outros recortes. O que deve não mudar é o olhar de amor.

Serviço:

Exposição “Princípios Afins”, de Ana Catarina Mousinho e Hélia Scheppa

Na Arte Plural Galeria (rua da Moeda, 140, Bairro do Recife)

Vernissage para convidados no dia 22 de maio, às 19h

Aberto ao público de 23 de maio a 27 de julho (entrada franca)

Informações: (81) 3424.4431